tomada de decisão

Gestão de dados: veja seu impacto na tomada de decisão das empresas

A tomada de decisão é uma atividade que faz parte do dia a dia de pessoas que trabalham na área de gestão de uma empresa. Esse processo pode direcionar investimentos e auxiliar o negócio a definir projetos ou mesmo os seus próximos produtos. Por isso, ele deve ser estruturado com o maior cuidado possível.

Uma tomada de decisão robusta, portanto, ocorre quando todos os passos são tomados para reduzir riscos e melhorar o resultado final. Desse modo, é possível garantir que a empresa poderá atingir os seus objetivos de médio e longo prazo sem ter prejuízos ou um mau aproveitamento de recursos. Nesse sentido, ter um bom conjunto de dados é crucial essencial.

Para ter as informações corretas para tomar uma decisão inteligente, é necessário estruturar um amplo processo de gestão de dados. Se você ficou curioso e quer saber mais sobre o tema, continue a leitura!

Por que a tomada de decisão deve ser feita com cuidado?

Qualquer tomada de decisão requer uma estruturação dos processos de apoio que a cercam e que a antecedem, para minimizar ou zerar erros para que tornem aquele ato um ato de sucesso ou de fracasso.

Várias, inúmeras decisões são tomadas, quase que automaticamente, às vezes sem espaço para uma reflexão mais profunda. Por outro lado, havendo uma boa estrutura dos processos de apoio para essas decisões é grande possibilidade de mitigar erros.

Tem que se levar em conta que determinada decisão muitas vezes influenciam outras futuras que nem são possíveis de prever, mas que naquele momento futuro o que foi definido no passado pode pesar no acerto ou desacerto.

Quais os tipos de tomada de decisão?

Para entender a importância de tomar decisões robustas, é preciso compreender cada tipo de escolha que uma pessoa em cargo de liderança pode fazer:

  • escolha intuitiva: é pouco baseada em dados e considera mais os feelings do tomador de decisões; Requer uma grande dose de experiência.
  • escolha racional: é pautada por uma profunda análise de dados e variáveis; Deve ser apoiado em informações precisas e robustas.
  • escolha colaborativa: considera diferentes saberes antes de optar por um caminho; Requer engajamento e sintonia dos participantes.
  • escolha com base em valores: tem, como alguns de seus pilares, os valores do negócio. Requer conhecimento desses valores.

Como organizar dados para tomar decisões?

Para organizar uma rotina de tomada de decisões robustas, alguns passos podem ser tomados. Eles facilitam a busca por caminhos livres de riscos e com mais chances de chegarem a algo capaz de gerar um grande impacto positivo para a empresa. Veja, a seguir, os melhores caminhos para atingir o sucesso ao tomar decisões no seu dia a dia!

Determine prioridades

Esse primeiro passo deve ser realizado antes de tomar uma decisão. Avaliar o que é relevante e quais são os objetivos e as metas é algo básico e de grande importância. Por isso, ter uma visão clara sobre esses fatores deve ser uma preocupação de qualquer gestor.

Se a decisão envolver muitos setores da empresa, uma boa alternativa é abrir um canal de comunicação amplo com todos os envolvidos. Identifique as demandas de quem será impactado pela decisão e as suas metas. Desse modo, você poderá avaliar quais informações buscar, como classificá-las e utilizá-las para chegar à sua decisão final.

Faça uma busca por dados de qualidade

Com as prioridades bem definidas, é hora de ir atrás dos dados. Eles devem ser atualizados e precisos. Além disso, precisam estar alinhados com os seus objetivos durante a tomada de decisão.

Em outras palavras, a busca por dados deve, antes de tudo, evitar registros pouco relevantes para quem for tomar a decisão. Se o processo estiver direcionado para a análise do impacto de uma campanha de venda, por exemplo, registros sobre ataques digitais devem ser ignorados. Afinal de contas, eles terão pouca ou nenhuma relevância na busca de insights para o negócio.

Buscar por dados que sejam precisos e atualizados também é um ponto crítico. Vamos continuar no exemplo do último parágrafo. Para avaliar o impacto das políticas de vendas, é importante ter registros de indicadores confiáveis e que sejam atualizados, ou seja, mensurados após a aplicação da estratégia.

Caso a busca por informações opte por outro caminho, é pouco provável que a empresa conseguirá identificar o impacto das suas escolhas. O que pode acontecer, nesse cenário, é a avaliação do impacto das políticas anteriores. Como consequência, os passos seguintes tomados pela empresa serão pouco funcionais e dificilmente manterão o negócio competitivo.

Mapeie informações mais relevantes

Com os dados bem selecionados, é importante identificar e classificar os registros corretamente. O que for mais relevante deve ganhar espaço na sua análise. Já dados secundários devem ser menos priorizados (mas não ignorados).

Ou seja, os dados devem ser priorizados, classificados e organizados para facilitar a tomada de decisão. Isso reduzirá o tempo gasto com a avaliação das medidas e, ao mesmo tempo, melhorará a precisão da sua análise.

Apoie-se na tecnologia

A tecnologia também pode ajudá-lo a tomar decisões. Ferramentas de cloud computing, sistemas de gestão e soluções de Big Data têm um grande impacto nessas rotinas e na sua eficiência. Afinal de contas, permitem que a empresa se organize melhor e consiga aproveitar mais os dados disponíveis.

Por isso, não deixe de investir em soluções tecnológicas para fazer os seus processos de análise e tomada de decisão serem mais robustos. Com o apoio da tecnologia, você conseguirá obter novos insights sobre as escolhas que são possíveis. Dessa maneira, a empresa sempre tomará o caminho que mais a beneficiará no futuro.

Profissionais de gestão tomam decisões diariamente. Seja para investir em um novo produto, seja para definir o prazo de um projeto, a rotina de alguém que ocupa cargos de liderança é feita de escolhas constantes. Muitas delas, naturalmente, podem influenciar diretamente o sucesso do negócio em médio e longo prazo.

Justamente por isso, é fundamental se cercar das melhores estratégias e ferramentas para a sua tomada de decisão. Uma boa gestão de dados, que organize as informações e saiba priorizá-las, nesse sentido, é um passo básico. Investindo nessa abordagem, será possível reduzir riscos e garantir que toda escolha seja capaz de guiar o negócio para um grande sucesso em médio e longo prazo.

Gostou das nossas dicas? Então, acompanhe os nossos perfis no Facebook e no LinkedIn para conhecer as outras novidades do nosso blog!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.